Não dê o ano como terminado!

Não dê o ano como terminado!

por: Thais Marques

Esse post não tem nada a ver com se culpar por não ter feito tudo o que era necessário no ano que passou. Pelo contrário: é para mostrar que todo dia é dia de recomeçar. <3

Mas que mania a gente tem de separar as realizações da vida por anos, não é? “2016 foi um ano difícil”, ou “2015 é que foi um ano bom”. Mas que bobagem! Até parece que a existência é feita de blocos e que, quando um termina, magicamente tudo se resolve no outro (ou piora, sei lá).

Viver é estar numa roda com início, meio e fim (ou seria recomeço?). Cada próximo segundo traz uma nova oportunidade – e se conecta com o anterior. Assim é que vai. Por isso, nem pense em dar o ano como terminado! Nada vai mudar se você e eu não mudarmos. E não é a possibilidade de um ano novo que vai nos transformar como num passe de mágica.

ano-novo

Eu sei, é meio chato ouvir isso porque parece algo realista demais. Quando era mais nova, tinha essa linha de pensamento padrão. Mas percebi que seria muito injusto ter apenas uma oportunidade anual de recomeço. E os outros meses, dias, horas e minutos? Algo não me parecia bem ao imaginar que, se errasse logo de cara, meu ano estava fadado a passar sem que eu não pudesse fazer nada.

Aliás, não é sobre controle – porque tem coisas que a gente simplesmente não pode controlar. É sobre tomar as rédeas do que é possível, daqueles sonhos que podem se tornar realidade dependendo única e exclusivamente de você. Quantos deles a gente deixa de lado quando se vê engolida pela vida?

Ontem mesmo sentei e coloquei tudo no papel. Mas não as coisas obrigatórias e necessárias, porque essas já estão internalizadas e eu sei que preciso cumprir. Me permiti viajar em pequenas construções diárias de resultados imediatos ou em longo prazo. E isso me fez lembrar de que a única responsável por ver essas sementes brotarem sou eu mesma.

Repito: não dê o ano como terminado. Dê a cada momento seu devido valor – e parta para a ação sempre que puder!

 

*Matéria original do blog Coisas de Diva (http://www.coisasdediva.com.br/2016/12/nao-de-o-ano-como-terminado/)