10 dicas para garimpar em brechós

10 dicas para garimpar em brechós

Comprar em brechós é um verdadeiro garimpo e existem alguns passos a seguir que vão te ajudar a se dar bem! A nossa especialista, Ana Mastrochirico, listou 10 dicas para garimpar em brechós.

Diferente das fast fashions que estamos tão acostumadas, onde existem várias opções de tamanhos e modelos, nos brechós as peças costumam ser únicas, por isso é importante ter olhos atentos e saber reconhecer o potencial escondido em cada roupa que você encontrar. Hoje alguns brechós já estão mais modernos, e fazem uma pré-seleção de roupas para fazer parte do acervo de vendas. Mas ainda existem aqueles brechós ou bazares mais baratinhos, que tem muitas roupas bagunçadas e amontoadas, e acredite se quiser, é nesses que você encontra as peças mais interessantes, vintages e baratinhas.

Seguir essas dicas vai te ajudar a fazer garimpos melhores e a treinar o olhar para o que realmente vale a pena comprar em um brechó.

brecho1

PACIÊNCIA FAZ TODA A DIFERENÇA

Se pretende sair para garimpar reserve um dia com bastante tempo disponível. Esse tipo de compra exige uma boa dose de paciência, pois é preciso estar bem atenta ao que está comprando para não levar nada com defeito ou que você corra o risco de não usar depois. Garimpar com pressa é prejuízo na certa, vai por mim!

FIQUE ATENTA ÀS ESTAMPAS

Sim, uma boa estampa pode salvar uma roupa e normalmente as padronagens mais antigas são lindas e muito bem trabalhadas. Na hora de garimpar, é importante atentar os olhos a essas peças para encontrar modelos diferentes e vintages. Só depois das estampadas olhe as peças lisas, pois como chamam menos atenção, as pessoas olham menos, e fazem menos questão de levá-las pra casa, por serem peças normalmente mais simples e básicas.

É TUDO MEU!

Uma coisa que aprendi em brechó é o seguinte: PEGUE tudo que achar que tenha potencial, DEPOIS faça uma triagem. É isso mesmo, achou que pode ser razoavelmente interessante aquela peça, pegue e segure ela, senão vem outra pessoa e leva. Depois, quando acabar de olhar o brechó todo aí você para pra olhar as peças de verdade.

brecho2

PRESTE ATENÇÃO NOS DETALHES

Após pegar tudo o que pode ser interessante, chegou a hora da triagem, que é bem importante. É nessa hora que você vai analisar coisas como tamanho, qualidade, modelagem, potencial, se combina com o seu estilo, se o preço vale a pena, se tem defeitos, se tem um zíper quebrado, enfim, essas coisas. Faça isso em um cantinho, com calma, sem que ninguém te atrapalhe para que você possa pensar bem e analisar as peças com cuidado.

EXPERIMENTE TODAS AS PEÇAS

Fez a triagem!? Agora EXPERIMENTE a roupa/sapato/acessório e veja se cabe em você. Muitas modelagens são enganadoras, então sempre que possível vá ao provador e vista tudo, pois assim você só vai levar pra casa o que realmente lhe serve e vale a pena. E olha, nada de levar muitas peças por que estão baratas pra ficar esperando emagrecer, por exemplo. (Dica extra: Vá com uma roupa que facilite experimentar as peças no caso de não haver provador.)

O FAMOSO POTENCIAL

Em qualquer compra, você deve analisar o potencial da peça que está comprando. E em brechó isso tem que ser mais analisado ainda. Essa é sem dúvida a etapa mais importante! Não se preocupe se as peças que escolheu não combinam entre si, se preocupe em pensar se a peça que está escolhendo combina com o que você já tem em casa. Não vale a pena levar algo que você não consiga combinar com nada depois, ou que nem seja muito o seu estilo, se não vai ser só mais uma roupa acumulada no fundo do armário.

foto3-1

OLHE MAIS UMA VEZ, NÃO CUSTA NADA

Depois que você fez todos os passos acima e escolheu suas peças é hora de olhar de novo. SIM! Ai você vai estar mais calma, já vai ter escolhido algumas peças, então pode ser que nessa segunda olhada você encontre algo que não viu da primeira vez, ou que uma outra pessoa desistiu de levar. Com menos euforia, e pressa a gente consegue enxergar melhor.

AJUSTES PODEM VALER MUITO A PENA

Algumas peças podem precisar de pequenos ajustes para serem perfeitas. Se você acha que consegue fazer o ajuste que a peça precisa, ou tem alguém que possa fazer para você, e o valor da peça vale a pena, leve a roupa pra casa. Mas falo de ajustes simples, tipo uma bainha, encurtar um short, dar um pontinho por que está descosturado, ou cortar a calça e fazer um short, etc. Dependendo da peça e do preço fazer ajustes vale a pena!

foto4

ACESSÓRIOS/SAPATOS/OBJETOS DE DECOR

SEMPRE olhe os acessórios! Dá pra achar coisas lindas, vintage, de vovó mesmo em brechós e bazares, então vale a pena dar uma olhada atenta neles. Sapato é um pouco mais difícil de garimpar por conta do tamanho. Mas se você achar um modelo legal, em boas condições e que te sirva, não pense duas vezes, e leve ele com você! É bom também dar uma olhada na seção de objetos de decoração, pois as vezes com um pouquinho de criatividade você pode encontrar coisas muito úteis e ainda achar objetos vintage, que são mais legais ainda!

LEVE DINHEIRO VIVO!

A maioria dos brechós/bazares trabalha apenas com dinheiro vivo, cash, money, bufunfa, din din, nada de cartão de credito. E o meu conselho é: se puder, leve uma quantia boa, pois nunca se sabe o que você vai achar no seus garimpo, ok!?

Garimpar em brechós é também um exercício de autoconhecimento. Como não temos muitas opções de roupas disponíveis ficamos mais seletivas, e nos atentamos ao que realmente gostamos, independente de tendências, e sim mais focadas no nosso estilo pessoal, no que nos deixa confortáveis, ou que combina com a nossa personalidade. É uma forma bem simples de nos redescobrirmos, sem a pressão de ter uma peça da nova coleção.

 

*Matéria original do blog Modices (http://modices.com.br/moda/10-dicas-essenciais-para-garimpar-em-brechos/)